quinta-feira, dezembro 29

Miracles are for mor(m)ons

No início de uma religião os milagres são essenciais. No fundo são a única "prova" da natureza divina da mesma. O problema é que são truques de ilusionismo baratos que só convencem os imbecis e os desesperados. Mas, quando uma religião é jovem, é a esses que se dirige. (e.g. a seita, perdão, a igreja universal do reino de deus hoje em dia, ou a igreja católica no pasado)

Quando uma religião cresce envergonha-se dos seus milagres. Deixam de haver milagres novos, só ha os antigos, que estão protegidos pela tradição ancestral, que são suportáveis porque aconteceram "ha muito muito tempo atrás, numa terra muito muito distante", como nos outros contos de fadas.(e.g. a seita, perdão, a igreja católica hoje ou a igreja universal do reino de deus daqui a uns séculos)

Porquê? Porque uma religião estabelecida já conta com outras forças, e dirige-se a outro publico: ao publico geral, e mesmo ao intelectualmente desenvolvido, e esse não vai lá com milagres que lhe insultam a inteligência, a não ser os tais muito muito antigos, cobertos por um pudor nebuloso e pela força da tradição. As armas para tomar esse publico incluem ainda o medo da morte e o desespero da vida, mas já não os milagres - em vez desses temos a tradição familiar e social, o hábito, o costume - influenciados desde a nascença por pais e antepassados, as classes educadas coíbem-se polidamente de usar o cérebro para pensar na sua religião com a mesma clareza que usam ao tratar de engenharia ou física.

No outro dia duas meninas americanas da religião Moron - perdão, Mormon, vieram bater-me à porta. É uma seita comparativamente recente que teve o mau gosto de situar no século passado o seu milagre fundamental (que é idêntico à entrega das tábuas a Moisés só que sem a decência de ter ocorrido em tempos imemoriais). Pareciam-me miúdas inteligentes e fascinava-me que acreditassem naquilo. Queria saber o que as convencera. Mantive uma conversa com elas durante várias sessões até que me apercebi que os pais delas já eram Mormons. Aí perdi o interesse, não havia nada a explicar.

Aí está a minha tese: os milagres são para os morons. E é com os morons que começam todas as religiões.

15 comentários:

O Setúbal disse...

Já assisti a vários milagres. E até já efectuei alguns. (Em sonhos!). Estou a criticar-te ou a apoiar-te?

OMWO disse...

Nos nossos sonhos somos todos muito crédulos - uns morons! :)
Também já fiz o mesmo :)

As vezes até sonho acordado, mas isso não invalida a tese, apenas diz algo acerca de mim :)

O Setúbal disse...

"Apenas diz algo acerca de mim".
Não Irmão Omwo, não estás só! Somos biliões, junta-te a nós (em sonhos)!

MC disse...

Não concordo em absoluto com alguns pontos aqui colocados.

1º- O cristianismo não se funda nos "milagres" de Jesus. Os evangelhos contam-nos que mesmo alguns de "beneficiados" com os milagres/sinais de Jesus, não aderiram. Depois, mesmo esses sinais realizados por Jesus, aconteciam pela fé da pessoa. Não lhe era imposta. Jesus acrescenta sempre que ocorre alguma libertação: "a tua fé te salvou!". Os milagres aconteceram tanto "ontem" como "hoje". Nós somos agentes da nossa própria libertação.
Mário Quintana, tem uns versos mais ou menos assim:"milagre não é fazer que os cegos vejam, os coxos andem...milagre é acreditar nisso tudo." A fé é um milagre.

2ºO homem crente não tem que abdicar da sua inteligência para acreditar. Crê-se com tudo o que se tem e é. Agora as perguntas que uma pessoa da cultura, da ciência, da arte põe,serão obviamente diferentes das que outras pessoas de formação mais simples põem. Cabe às Igrejas, dar essas respostas,(quando as há para dar).

3º O preconceito de que uma fé "herdada" não terá a "verdade" de uma fé adquirida, também não é correcto. Eu nasci num ambiente de fé, mas já tive que "derrubar" e desestruturar toda essa herança. Já comecei de novo, não sei quantas vezes. Sem nunca entrar em ruptura com a prática religiosa. Mas as rupturas interiores deram-se.

on disse...

MC,
em vez de andares a perder o teu tempo com esse ateu empedernido, podias responder às minhas perguntas do post mais abaixo. Muito mais dificeis de responder. Eu já não escrevo mais nada hoje porque mal mal consigo manter as palpebras abertas.

OMWO disse...

O argumento da "fé" é a maior ilustração do que eu refiro.

Que diabo quer dizer "eu tenho fé?". "Eu tenho fé" é a invocação mágica, o mantra que elimina o discurso racional. "Eu tenho fé", diz o crente, e imediatamente fica salvaguardado contra o discurso racional, contra qualquer necessidade de se exprimir em termos lógicos, de fazer o minimo sentido. Que diabos significa "eu tenho fé" excepto um shorthand para "eu recuso-me a
falar deste assunto nos mesmos termos em que discutiria física, matemática, as emoções ou a política"? Ou "eu aceito discutir este assunto se e só se estiver a minha crença protegida por um véu de invulneravel boa vontade, intocavel pudor, inquestionavel reverência"?

Sinto muito, isso a mim não me diz nada. Excepto que mesmo as pessoas mais educadas e mais inteligentes são muito boas, quando querem, a suspender as suas cacapacidades de julgamento.

OMWO disse...

Eu por exemplo "tenho fé" que uma certa aproximação pode provar um teorema. Quero dizer com isso que não tenho nenhuma prova de que assim seja mas intuo-o. Cheira-me que é assim. Isto é, certos processo mentais subconscientes levam-me a sentir que assim é.
É na base dessa "fé" que tomo decisões cruciais para a minha vida. Posso até convencer outros a seguir pelo mesmo caminho. Mas essa "fé" significa apenas uma aposta numa "hipótese de trabalho". Não é uma fortaleza inabalável, cega, invulnerável. Eu estou sempre pronto a aceitar que a hipotese se quebre. Quero alias que a hipótese, estando errada, seja demonstrada errada o mais rapido possivel para que eu possa enveredar pela busca da certa. E essa "fé" é sempre vulneravel face ao poder da razão e de uma demonstração do seu erro.

"Fé" no sentido religioso é outra coisa. É argumentar "eu acredito porque acredito e pronto" e fechar os olhos com muita força. É um mantra que pretende proteger o crente da luz terrivel da mortalidade e da ignorância com a qual temos que viver.

on disse...

Pois é Maria da Conceição, aqui o OMWO não é nada parvo:)
E embora não pareça, é bom rapaz!
Podes crer que é...

caterina disse...

Acima de tudo, que 2006 seja melhor do que 2005. Já não é pedir muito.

on disse...

Caterina,
não estou assim tão optimista...

OMWO disse...

>E embora não pareça, é bom rapaz!

Ofendeste-me duas vezes na mesma frase!

"Bom rapaz!" ???????

"embora não pareça"??????

:))

on disse...

Ver:
http://www.ateismo.net/diario/2006/01/canonizao-dos-pastorinhos.php

Danny disse...

Sou mórmon, português, e também fui missionário, embora infelizmente, não tenha tido a oportunidade de bater à tua porta!!
Para além disso, considero-me uma pessoa com cultura acima da média, com graus académicos, e não me vejo inferior intelectualmente face aos tão proclamados teólogos ou mestres do ateísmo.
Antes de mais, cabe-me esclarecer que a natureza miraculosa do fenómeno divino é a sua essência, e que a perspectiva de Deus implica necessariamente uma noção de perfeição que dificilmente se coadunaria com a mutabilidade do seu Ser. Ou seja, para alguém manter a coerência na crença, tem de acreditar que Deus, ou nunca fez milagres, e então a Sua natureza torna-se duvidosa e a Sua existência quase desnecessária. Ou então, sabe que Ele é perfeito, e um Deus de milagres, ainda O é, e sempre continuará a ser!
A propósito, sou conhecido pela racionalidade com que enfrento as mais diversas situações da vida, mas já me deparei, por diversas vezes, com situações somente explicáveis através de Deus, ou seja, eu sei que existem milagres!!

Anónimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. Klonopin .com.br Traditional french sports Latinas of miami Whoe life ins Crest white premium strips Camera phones for t mobile drimmer's appliances Timing nissan ld28 engine Dental insurance plans in kentucky

Anónimo disse...

best regards, nice info zyrtec 2010mg Free xtreme anal gaping pics cialis+generic+online Wifi slot homemade antenna Discount antidepressants rx Field trips for health georgia dui lawyer Personal debt government grants or assistance lawsuits against government property Whirlpool freezer door gaskets Tennis racket discount Florida web site development company.html minnesota securities fraud lawyer law offices in pg county home insurance laredo texas Examples of legal writing for client advice 807 isps Easy cash advance washington Fax and machine mark jacobson allergy illinois