quarta-feira, dezembro 12

O Talibã da Rua de São Lázaro

18 comentários:

OMWO disse...

>Vocês já imaginaram um homem a ser >penetrado no cú? Isso é normal? >Natural? Respeitável?

Estritamente falando, o das mulheres também não foi inventado para isso. Também não é "natural"!

Esse senhor não se deve divertir muito, se é assim tão esquisito. :)

OMWO disse...

>Vocês já imaginaram um homem a ser >penetrado no cú?

Acabei de reparar que o sub-texto mais interessante é o "vocês já imaginaram". Ele, claramente já imaginou. Deve aliás passar muito tempo "preocupado" com o assunto. E com as reacções perturbadoras que isso lhe causa, não é, Sr. José, digo, Maria? :D O que faz depois disso, vai chorar para um canto e pede perdão à Santíssima Trindade? :D

hmmmm.....alguem chame o Dr. Freud :D

Estou a brincar, não suspeito de todo que o Sr. Maria seja um gay reprimido, acho que deve ser mesmo só o que quer parecer: um heterosexual reprimido, sem imaginação, sem grande inteligência, e sem muito o que fazer :)

Mas dá um bom bobo da corte :)

Outra coisa gira é que é mesmo um autoritário nato: "onde está a lei divina que o permite?". Assume que as coisas são proibidas por defeito. A minha pergunta seria sempre "onde está a lei que o proibe" (se ma mostrar eu agradeço, dá sempre jeito o papel higiénico, já que falamos em sistemas digestivos)

Sofia disse...

É suposto comentar??
Existe mesmo algum comentário possível?

E isto é post que se publique para estrear a nova imagem de um blog?


E NUNCA MAIS NEVA?

/me disse...

Mais outro... :)

on disse...

Sofia,
claro que existem mil comentários possíveis. Por exemplo:

Será que o senhor José Maria Martins imaginou o senhor seu pai e a senhora sua mãe no momento da sua concepção?
Em que posição estariam? como decorreu a troca de fluidos? Como foram os preliminares?
É este um assunto de que se fale? Um assunto respeitavel?
Teria sido preferível que tal acto nunca tivesse acontecido?

on disse...

O comentário ecologico: Malta, vamos defender o zambujeiro: Olea europaea L. var. sylvestris Brot. A arvore que nos dá protecção contr o vento e carvão. href="http://amador.blogs.sapo.pt/arquivo/zambujeiro2.jpg"

on disse...

Ou:
20% da população portuguesa arrastou a sua ruralidade para Lisboa. Ainda se reconhecem nas Ordenações Afonsinas. Deixem-nos exprimir as suas mágoas perante a vertigem da mudança. Não faz grande mossa a ninguém. Pior seria um encontrão no bairro alto, daqueles só para chatear. Muda-se mais depressa as nossas opiniões quando as dizemos do que quando as calamos.

Hugo disse...

"Ele sabe que uma afirmação desse tipo lhe garante mais atenção na blogosfera do que uma dúzia de dúzias de artigos sérios, que dão trabalho a escrever."

ON, num comentário no meu blog :)

sofia disse...

ON!
Dissimulado...

on disse...

Hugo,
esse tipo, o Pedro Arroja, é infinitamente mais sofisticado que este tipo, o JMM. Ele sabe jogar com as palavras e fazer afirmações disparatadas sem cair no ridículo. Acho que o JMM é genuíno. Disse o que lhe ia na alma.
Já agora: considero uma afronta qualquer sugestão de que este post tem como objectivo aumentar as audiências!

on disse...

Sofia!

s disse...

Não é "Sofia!"

É "Sofia?"

Oui, c´est moi. :)

lino disse...

O Sr José Maria não é suficientemente importante para nos preocuparmos com o que ele imaginou ou não. O importante é o que o rei Afonso IV pensou, e certamente com muita misericórdia e ponderação. Como quando ordena, no livro quinto: toda a mulher que para fazer fornicação ou adultério sair de casa do seu marido por sua vontade, que ela e aquele com quem for, ambos morram.
Mas não há capítulos dedicados à pedofilia nas ordenações. Não se percebe o entusiasmo de JMM.

on disse...

O sr. José Maria só é importante porque vinte por cento dos portugueses ainda pensam como ele. Convém não o esquecer!

Jaime disse...

Fiz dois comentários no blogue do José Maria Martins, e parece que não passaram. Li na diagonal os outros comentários, e parecem-me todos de apoio ao José Maria Martins.

Estaremos perante uma filtragem de opiniões divergentes? Seria estranho vindo de alguém que no seu post de apresentação escreve «A defesa da ética, da democracia, [...] é o nosso combate.»

Já agora, será que o post dele é mesmo a sério? Não estará ele a brincar escrevendo um post provocatório?

on disse...

Jaime,
é só ver o homem a falar na televisão. É uma artigo genuíno.
Não é um intelectual decadente como eu:)

Jaime disse...

on, viu o último post do José Maria Martins, onde ele diz que quer que na sua lápide seja desenhada uma vagina, em manifesto contra a homossexualidade e a pedofilia? De certeza que ele não está a brincar?

on disse...

Está a exagerar. Acho que ele nem sabe o que é isso de brincar...

PS: Ver o comentário do omwo n'A economia do sexo. Ele sabe do que fala...