quinta-feira, julho 7

O nosso Cherne Serial Killer

Passado um dia sobre o admirável desfecho da farsa das patentes de software na Europa, vejo que já nestas páginas foi brevemente arrastado pela lama o nome do nosso querido ex-valoroso líder, o nosso grande Presidente da Comissão Europeia (entidade subsidiária da Microsoft corporation), o nosso one and (thank God) only Durão Barroso, cognominado “O Cherne”.

Estou chocado! Os termos displicentes em que tais reparos foram feitos não são adquados a este grande personagem da política Portuguesa, talvez mesmo o único que ficará para a História das últimas décadas como verdadeiramente influente na Europa e no mundo.

Uma análise da importância política desta personagem não poderia começar melhor do que frisando os paralelos que o levaram a ser comparado ao peixe que lhe empresta o cognome. Vejamos o que a wikipedia tem a dizer acerca desta criatura:

“Garoupa, Cherne, mero, marelaço (em Cabo Verde), galinha-do-mar ou piracuca (no Brasil), são nomes vulgares de várias espécies de peixes da sub-família Epinephelinae, família Serranidae, ordem Perciformes.
As garoupas são peixes muito apreciados na culinária, devido à sua carne branca, firme, com espinhas fáceis de retirar e... um sabor especial.”

De facto, a “espinha dorsal” parece ser um acessório facilmente descartável, não só do nosso Cherne, diga-se, mas de vários dos seus amigos na Comissão Europeia. Não é por acaso que certas corporações Americanas, conhecidas pela sua argúcia negocial e jeito para a cozinha, o escolheram na praça, de entre tantos outros peixes que se encontram diariamente à venda, e o adquiriram para a sua ementa. Esta gente é muito ocupada e não tem tempo para peixes difíceis de desossar Quanto ao sabor, será certamente “um gosto adquirido”…

“As garoupas são hermafroditas sequenciais do tipo protândrico (nos primeiros estados de maturação sexual são machos e, mais tarde, convertem-se em fêmeas, (…). Durante a metamorfose para juvenis têm de endontrar um território adequado, uma vez que os adultos são demersais.”

Não sei em que fase da maturação sexual está o nosso Cherne, nem entrarei por aí, (a sua Comissão pelo menos aindou anda a dar ares do Machismo mais gritante quando ignorava displicentemente o PE, embora ontem já tenha cantado em falsete ) mas sabemos bem que ele já teve a sua “metamorfose para juvenil”. Não há nada como um antigo extremista de Esquerda para dar um bom extremista de não-se-sabe-muito-bem-o-quê (do conforto, talvez?). Teve que ser, tinha que arranjar o seu próprio território, no meio de todos aqueles adultos demersais.

“(…) São predadores activos - a maior parte tem uma boca grande e dentes aguçados, por vezes, mesmo no céu-da-boca. (…)”

E dizem ainda alguns que a wikipedia não é de confiança! Parabéns ao dentista do nosso bravo líder. Apesar de todos esses dentes suplementares é fabuloso que a sua dentição não esteja já gasta de tanto que ele deve andar a comer entre as refeições. Quanto à dentição no céu da boca, de facto para este Senhor em ascenção meteórica o céu é mesmo o limite. Ainda há pouco tempo se referiram a ele como "(...)a Napoleon Wannabee who heads the European commission(...)", o que, penso, era um elogio.

Nesta ultima passagem esconde-se ainda entre linhas uma referência mais importante, e que motiva este artigo: a sua tendência para o homicídio (político) em série. Ora vejamos:

Num belo dia, ao abandonar o País que tanto o preocupava para ir destruir, perdão, dirigir a Europa, o nosso amigo conseguiu, com a mesma inevitabilidade de quem derruba a primeira peça de dominó, assassinar, por esta ordem mais ou menos cronológica mas não de preferência ou importância:

- O governo PSD

- O Santana (a quem foi permitido mostrar o que valia, tragédia pior não lhe podia suceder)

- O Paulo Portas

- O PSD e o CDS-PP, e consequentemente, o equilíbrio esquerda/direita no nosso País.

- A Economia Portuguesa, massacrada pela instabilidade de tudo isto.

- QUASE O futuro da Informática na Europa e no mundo (our serial killer goes international - ainda lhe deu várias facadas mas a vítima recuperou miraculosamente)

- e … (?)

…e se calhar o próprio futuro da Europa. A arrogância da Comissão na questão das patentes criou uma cisão brutal com o Parlamento Europeu, e uma percepção da parte de alguns círculos da sociedade do enorme deficit democrático desta União Europeia que temos, em que o único órgão directamente eleito praticamente não tem poderes reais, e os que tem são ignorados.

Em vez de carregar em frente, dizendo sim à presente proposta de Constituição Europeia, há agora a tendência para a temer, para esperar até que os actores sejam alguém de confiança em vez destes burocratas arrogantes, corruptos, que se vendem a interesses externos por meia dúzia de cobres. Era já visível a arrogância destes senhores. Qualquer “não” obtido em referendo recebe deles um abanar de cabeça daqueles que se reservam ás criancinhas mal comportadas e ignorantes. “Esperemos um pouco e perguntemos de novo. A ver se já sabem a resposta certa”. Isto é, a deles. Foi também nesse espírito que avançou a farsa das patentes. Um não é sempre temporário, o sim é eterno. É só insistir até que um dia passe discretamente. Se é assim que querem fazer avançar a construção Europeia, não constroem nada a não ser um império de escravos, onde nem os governos nacionais poderão ser responsabilizados porque “temos que seguir as indicações de Bruxelas" será a desculpa universal. "Há lá uns senhores muito maus, está a ver”. Esquecem-se de quem é formado o Concelho? Por quem é formada a comissão? Os "nobres" escondem-se atrás dos burocratas para se tornarem invisíveis. Esperam assim escapar à guilhotina, cuja sombra é, e sempre foi, o único verdadeiro controlo sobre os seus excessos…

Isto deve pelo menos de servir de lição aos senhores da Europa que elegeram o nosso Cherne porque acharam que ele era uma escolha inofensiva (lembram-se?). Vão deixar de subestimar o nosso país. Quando fazemos merda, fazemo-la em grande! E por este caminho ainda vamos ficar na História como os "pacóvios inofensivos" que pariram a quimera Napoleão/Jack the Ripper capaz de afundar o sonho Europeu…

Por este motivos acho que é perfeitamente impróprio o post precedente acerca desta nossa grande figura. Que falem mal de nós, desde que falem. E falarão, se do nosso Grande Líder depender. Dizem-me que ele só obtem derrotas? Tolos! Não compreendem a sua estratégia brilhante! Napoleão tam mais encanto na hora da sua Waterloo. E para este nosso Napoleão, todas as batalhas são uma Waterloo. Isto é de uma beleza que só toca as sensibilidades requintadas.

Para terminar, não posso deixar de referir um comentário delicioso que alguém deixou nas paginas do slashdot, numa discussão sobre patentes:

“.., Mr Durão Barroso, dismissed the discussion on the issue. He's Portuguese. I am Portuguese. I'm apologize to you all, but we portuguese had to get rid of him somehow... The European Comission was just a lucky coincidence.”

13 comentários:

Anónimo disse...

Era preciso ser tão longo?

Até tem umas partes giras...

Sousa Uva disse...

Comam cherne, antes ca crisaperte.

Inês disse...

OMWO, por acaso trabalhas na comissão europeia?
Sabes tanto sobre o PE... Depois vens para aqui falar mal do teu chefe...
Mas gosto muito dos teus desenhos. Fazes por fotografia?

OMWO disse...

Cara Inês,

não tenho nenhum cargo político na CE nem no PE, infelizmente, porque bem precisava de umas férias permanentes ;)

Quanto aos desenhos, às vezes faço por fotografia, mas os do meu blog são todos ao vivo, são esboços rápidos feitos no autocarro, metro, café, conferências, etc, de gente que passa ou está sentada por perto.

Pus lá um novo hoje :)

Caro anonimo: Tem razão, sofro de verborreia. Acredita que mesmo assim fiz uns cortes no original? Tenho que treinar a escrever uns Haikus :)

Anónimo disse...

Caro OMWO,
é extremamente injusto para com o Barrosão. Com outro comissário, a lei o software tinha passado.

O homem ainda se torna num dos Pais da Europa.

appa disse...

Caro omwo,

Hombre no entiendo?

Sobre a figura em questão, não merece deste teu humilde criado uma linha. É uma nulidade em linha com as restantes que se encontram alcandorados nos seus poleiros. Onde põe ovos já putrefactos e cujo odor enebriante se difunde a partir de Bruxelas pela Europa fora.

O que me deixa perplexo é o tom moralista e politiqueiro, tipo comentador de jornal, tipo Pacheco Pereira.

Acho óptimo que a "Europa" seja dirigida a partir de Bruxelas por uma legião de mentecaptos. Esta "Europa" não serve. É um equívoco, cujo preço iremos ainda pagar durante muitos anos. É um subproduto da cartilha do camarada Mao de 1792. O que está aliás bem patente na vulgata que obrou a comissão de peritos, e que pomposamente designaram de constituição Europeia.

Sancta simplicitas. Como é que esta gentalha se arrogou a fazer tábua rasa do que é a Europa a troco da sua visão niilista, da visão de celerado que acha que é um farol da humanidade.

É melhor destruí-la para que a verdadeira Europa venha à tona. A Europa são 25 séculos de história e cultura. Não são 300 anos de ideias rançosas vendidas como a salvação na Terra.

O que mais me perturba no teu escrito é a referência à guilhotina:

"Os 'nobres' escondem-se atrás dos burocratas para se tornarem invisíveis. Esperam assim escapar à guilhotina, cuja sombra é, e sempre foi, o único verdadeiro controlo sobre os seus excessos…"

Isto é uma visão moralista do mais zeloso possível. A guilhotina foi um meio de uma manada de ressentidos chefiando a canalha, darem vazão ao seu ressentimento. Mas foi a própria nobreza que precipitou isso, porque descambou numa conduta decadente, debochada por demais. Perdeu-se o pathos da distância, e quando assim é, o significado para o sofrimento da turba deixa de existir, e ela concebe colocar-se no lugar do amo. Et voilá: liberté, égalité, fraternité.

Este teu texto trai, julgo, a tua predilecção por um escriba moralista como o Donatien Alphonse. Unanimente considerado o grande escritor da Revolução. Período que aliás é um total deserto em termos artísticos. Experimenta ouvir a música da época e compara-a com a que se fazia 50 anos antes e verás diferença abissal.

Depois há um apelo à justiça retributiva, uma vez que invocas a guilhotina como castigo para os desviados. Cheira muito a fervor revolucionário, a sede de justiça.

Confesso também que me deixa perplexo a tua crença na "democracia".

Enfim, estares-te-á a revelar? Quiçá te veremos a chefiar um partido, quiçá com um poleiro de luxo ali para as bandas de São Bento? :)

OMWO disse...

Hà demasiadas coisas aqui às quais teria que responder, mas comecemos só por isto:

Os meus posts sobre o assunto partiram todos da questão das patentes. A visão de longo prazo é muito grandiosa, vamos deixar a Europa sucumbir e recriar-se como algo de melhor, mas... e entretanto? A escala de tempo é superior à extensão da tua vida, e há escaramuças a serem travadas...

Sei bem que te agrada o free software e que gostas do Linux. Essas coisas que usas provém de um movimento de massas, caso não te recordes, que este senhor e os seus amigos pretendiam esmagar. Se as patentes se tornassem universais seriam elas sim uma guilhotina a assombrar quem fizesse software livre nao-trivial. Achas mal chamar a atenção para uma situação que nos afecta directamente neste momento especifico?

O saudosismo da velha nobreza é um anacronismo. Não haverá retorno à nobreza por esse caminho. A antiga nobreza não passava da descendência degenerada da nobreza verdadeira, escolhida por mérito de entre os muitos. A ultima vez que tal aconteceu foi com o Napoleao. Os seus oficiais eram escolhidos por mérito e à custa disso varreu a Europa. Vê o exemplo oposto, da Inglaterra, em que os oficiais eram cavalheiros que compravam as suas comissõs. Se não fosse pela sorte de lhes calhar o Wellington tinham sido corridos da Europa. Isso e o facto de que a populaça que usavam na infantaria era fortíssima - a famosa thin red line.

Sim, gosto de certos movimentos de massas. Sim, sei que o grande valor de uma era vem sempre dos poucos. Mas como se descobrem os poucos que valem a pena? Esmagando-os debaixo de um sistema pesado controlado pelos sacanas da Microsoft e pelos vendidos da CE? Ou deixando que as massas mostrem o que valem, cada um dos seus membros demonstrando o seu valor individual?

Gosto deste fenómeno que vejo à minha volta. Gosto de cada gato pingado ter o seu blog, mostrar os seus desenhos, as suas esculturas, os seus pequenos ou grandes programas, os filmes que pensa que sabe fazer. 99% é lixo. E depois? Algo será bom. E o que for bom poderá emergir sem autorização de um idiota qualquer que por cunha se tornou editor deste ou daquele jornal e que só deixa passar o que lhe agrada.

Um bom exemplo é a Wikipedia. Os tipos da Britanica fizeram de tudo para os desacreditar. Uma enciclopedia escrita pelo povo! Que lata! Pois bem, a Wiki é boa que chegue, o "povo" contém muita gente, incluindo os que escrevem também a Britanica, e a verdade é que a Wiki funciona, apesar de todos os seus defeitos. E graças a ela eu tenho acesso a uma referência rapida, que nao esta pesada por pedantismos e cuidados extremos de protecção do bom nome. E que é livre, e que eu posso consultar em qualquer parte do mundo sem passwords e licencas e proteccoes e chatices - ou seja, que eu posso DE FACTO utilizar.

Os constrangimentos logisticos que fomentavam a necessidade de um sistema mais piramidal ja nao existem. É preciso mudar a perspectiva para utilizar de forma mais eficiente as potencialidades sociais, artisticas, criativas, politocas, do nosso mundo de comunicações quase imediatas e de expressão de massas extremamente eficiente. Havia um conceito de democracia que funcionava na Grécia. Esse requeria pequenos números e pequenas comunidades, e nao funcionaria agora - seria outro saudosismo. Mas cheira-me a que o encurtar das distancias e das barreiras à comunicação poderá gerar algo de novo, que permita fazer das massas algo mais do que turba.

E, nao, nao estou com a mania de ser um "melhorador do mundo". Alias, em geral estou bastante distanciado do mundo. Mas o meu distanciamento é pessoal e não um distanciamento inchado. Repetir mantras saudositas não leva a nada. Quando vejo que ha uma parte do mundo que eu prezo e que esta em riscos de cair, quando vejo os brabaros às portas de Roma, nao achas que é altura de levantar o rabo da quinta e voltar ás legiôes? Era essa a perspectiva do nobre romano, antes da decadencia...

E sim, gosto do Sade, e depois? É um belo exemplo, sabes que foi um tipo bastante construtivo quando lhe caiu um cargo nas mãos, depois da revolução. Ele detestava a turba, e no entanto foi contrutivo para as massas, que são coisas diferentes. Mais turba era a nobreza ridicula e decadente que a revolução eliminou. Que nobreza tinham além do acidente do sangue? Foram eliminados porque abusaram do seu poder acidental, porque nao estavam à altura, e porque o momento passara. A sombra da guilhotina não é um peso para a nobreza que merece o seu poder. Ela nem a nota. É uma recordação adequada para aquela, como a nossa, que tem que ser recordada todos os dias que não deve pisr quem a elegeu. E é um fim adequado para a nobreza que de nobre nao tem nada e que passou de todos os limites. Dito isto, a revolucao Francesa foi uma catastrofe, que eliminou muito do que era bom e belo, e foi um terrivel exemplo das accoes da turba e dos "idealistas". Mas foi consequencia das accoes estupidas de uma nobreza decadente. E foi o nascimento de uma nobreza melhor - o aparecimento do Napoleao, um ze-ninguem, é tipico do que acontece quando se elimina a decadencia e se permite que as cabeças mais altas (pun intended, ja que ele era baixo:)) sejam escolhidas de entre a multidão.

O estado presente das coisas permite-nos fazê-lo sem derramar sangue. Se formos espertos. Não é de aproveitar?


PS: Ainda acerca do Napoleao...se tanto sangue foi derramado foi em grande parte porque as outras nobrezas decadentes nao o aceitavam na sua "familia". Era sem duvida o mais brilhante dos lideres Europeus, talvez um dos mais brilhantes de sempre e nao me refiro às questoes militares. Foi um genio abortado pela nobreza balofa Europeia, que pôs um presunto semi-morto no seu lugar. Ah, e segundo creio foi do Napoleão que veio a primeira ideia de uma constituição Europeia...o que ha de errado com isso, se for bem feito? Duvido é que esteja a ser bem feito...

appa disse...

Caro omwo,

Decepcionas-me quase nada contra-argumentas-te ao que escrevi. Descambaste numa argumentação ad hominem, estratégia sempre útil quando se quer evadir debater la cosa em apreço.

Não falaste sobre a questão da justiça retributiva que tu invocas: a guilhotina. Não gasto tempo a rebater os epítetos com que tu me mimoseias:

1. saudosista

2. fascista ou algo do género

3. pedante

Gosto do Linux, mas não tenho uma relação religiosa com ele. E depois se a directiva passa-se? Achas que isso era o fim de alguma coisa? Que o mundo as we know it ia acabar?

Poupa-me aos discursos apocalípticos, já dei para esse peditório, aliás não dei. Mandei-os passear. A realidade é sempre a nossa melhor amiga.

O GNU nasceu porque o software era uma coisa fechada na mão de meia dúzia de empresas.

Podes defender o que queres e te apetece, só o que me parece é que há uma crença quase religiosa no que defendes. Por necessidade o homem de partido é um mentiroso. Seja qual o partido for. Eu não sei onde acaba a adesão a um movimento e começa a decidofobia. Ou melhor até sei, mas é uma muito ténue fronteira e depois de se passar voltar atrás é complicado. Quase ninguém volta.

As minhas orelhinhas arrebitam-se quando ouço coisas do género "movimento social" como tu usas. Os grandes esquemas são sempre coisas que me deixam preocupado. Tudo não é mais do regorgitar da putrefacta ideia do paraíso na terra. Todos viveremos como num grande formigueiro. Onde é que eu já ouvi isto?

Quanta carnificina foi feita em nome dos grandes esquemas?

A tua visão dos outros e de nós: eles o inimigo? Os sacanas da Britannica, os porcos capitalistas, contra a prole da Wikipedia.

Digo-te que até penso escrever umas coisas para a Wikipedia. Mas não o faço imbuido de um qualquer pressuposto ideológico de estar a melhorar o mundo. Faço-o porque me apetece.

Por fim, a tua necessidade de negares a etiqueta de "melhorador da humanidade" revela de certo modo que estás animado por este princípio.

OMWO disse...

Ola Appa,

respondo depois porque agora estou de saida, mas onde raio é que te chamei fascista? Para começar o termo "fascista" nao significa nada, é só arma de arremesso nas mãos dos comunistas e não só, e significa apenas "não gosto deste gajo", coisa que não é verdade no que me toca, já que prezo muito as tuas opinioes como bem sabes, e em segundo lugar não é o tipo de termo que eu usaria. Só o uso com os meus amigos socialistas/comunistas, e só quando os quero irritar...

E nao te acho pedante nem saudosista, em geral, mas acho que algumas das tuas objeccoes ao que eu disse roçam esses termos, embora nao lhe toquem exactamente. Nao te chamei esses nomes, apenas identifiquei algumas posições -em geral nem sequer as tuas- com eles. Lê com cuidado o que escrevi.

Quanto ao ad hominem, estas a brincar? Isto começou contigo a chamar-me "melhorador da humanidade", moralista e politiqueiro e procurador de tacho em Sao Bento...e depois vens reclamar ? :)

Sabes que eu sou muito bonzinho, mas não me mostrem os dentes...ou mostrem, tanto me faz...tanto me faz lutar pelas regras do do ringue ou da rua, só não me venham dizer que eu tenho que ser mais santo que o Papa...ou que o Appa :)

Deixemos entao as pedradas, desde que de mutuo acordo. Estou pronto a discutir apenas os conceitos, como deve ser. E prometo começar, de seguida, com a historia da guilhotina.

Ah,
uma ultima coisa:

"A tua visão dos outros e de nós: eles o inimigo? Os sacanas da Britannica, os porcos capitalistas, contra a prole da Wikipedia."

Nao me lembro de ter dito "os porcos capitalistas", e muito menos "os sacanas da Britanica". Apenas que "os tipos da britanica" fizeram de tudo para desacreditar a Wikipedia. Posso dar-te as referencias.

pelo contrario, cito-te exactamente:
"como é que esta gentalha se arrogou a fazer tábua rasa do que é a Europa a troco da sua visão niilista, da visão de celerado que acha que é um farol da humanidade".

"(...)vulgata que obrou a comissão de peritos, e que pomposamente designaram de constituição Europeia"

E quanto as *minhas* tendencias apocalipticas, cito-te de novo:

"Esta "Europa" não serve. É um equívoco, cujo preço iremos ainda pagar durante muitos anos"

"É melhor destruí-la para que a verdadeira Europa venha à tona"

Get the point? O estilo de cada um deve ser livre, nao? Se vais começar a dar nomes ao meu, vê se não se aplica ati também...além de que o meu post sobre o Barroso até pretendia finalizar a história das patentes com uma tirada bem humorada à qual deste demasiada importância, parece-me..

Deixemos então as pedradas, e ja te respondo, amanhã ou assim...

OMWO disse...

PS: ja agora, ainda gostava de saber o que é que propoes como substituto para a Democracia? eu até tenho umas ideias de como a alterar. Tu tens? Ou de como a substituir por algo de melhor?
Para la do apocalipse e do renascimento em caos e fogo de uma nova Europa, claro. refiro-me a algo executavel por vontade propria .

E se nao tens, qual é a posicao que propoes para um homem de bem? renunciar ao destino do mundo? Entao deixa-lo nas maos dos tais "celerados"? É essa a solucao, ficar de fora, deixar tudo cair? Ou os tais celerados ja servem para te governar? Juro que nao percebo qual é a tua posicao na pratica.

Isto é mesmo uma pergunta, nao é retorica.

appa disse...

Caro omwo,

Como bem sabes não mamo da teta generosa do Estado. Como tal a rota vai ter que ser alterada, porque o vento de feição não está.

Como tal proponho que façamos uma aggiornamento desta nossa justa. Jamais viro as costas a uma boa refrega. Afazeres múltiplos ditam que não possa voltar a esta temática senão no próximo Domingo.

E já que a justa é só entre nós os dois, proponho também que dado que estamos já apeados das montadas, sem elmo e com a cota de malha já exposta, na lama, não sujemos mais o aprumado tapetinho bloguístico do teu venerando mestre, mas que o façamos no meu blog.

Até lá estarei ausente das discussões deste local. Podes portanto falares o que quiseres e como quiseres que jamais intervirei.

A bientôt,

OMWO disse...

Ok. Tambem estava sem tempo agora. Depois passo por la.

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it Herbal cellulite prevention water filters pur Bodybuilding workout chart Nude workout naked bodybuilding household lingerie car alarm shoppingdiscountstore.net Pool spa and saunas albuquerque va sales tax