segunda-feira, julho 18

O CA resolveu sair

Fazer um blogue é uma brincadeira. Não devia servir para as pessoas se enervarem. O CA resolveu sair. Não esqueço as muitas boas recordações destes quatro meses que andámos aqui a brincar aos blogues.

Então CA, é desta que vais arranjar tempo para vir fazer yoga para o meu Health Club?

31 comentários:

sofia disse...

Não tenho absolutamente nada contra o CA. Mas não posso esquecer o facto de não me ter respondido, depois da troca de ideias que tivemos, quando lhe propús tréguas (com um sorriso e tudo!) :).Gostava de ter aprendido mais coisas com ele. E é difícil aceitar que um blog seja motivo de tensão entre as pessoas. É pena que tenha sido.

Anónimo disse...

Fez ele muito bem! Mas lia-o com gosto. Uma pessoa sensata.

MaDi disse...

:(
Mas voltarás para os comments, ca?

CA disse...

Sofia

Peço desculpa mas não entendi a questão das tréguas pois não me senti em conflito contigo. Na altura pensei que te referisses ao facto de eu voltar a colocar um post.

Madi

Estou por aqui, sim. Obrigado por perguntares.

Não sei se ficou claro, mas apenas deixei de colocar posts. Mantenho as conversas com o ON, como sempre, só que não no blog, pois o desgaste que sentia era grande. Além de que nos entendemos muitíssimo melhor pessoalmente ou ao telefone do que nestes diálogos escritos.

ON

Quanto ao yoga, depois de férias é sempre uma boa altura para começar coisas novas.

sofia disse...

:) Obrigada pela resposta.

MaDi disse...

:D

on disse...

Um abraço!

Lutz disse...

Espero que te veja nos comentários por aí...
Um abraço.

Lutz disse...

Dirigi-me ao CA, claro.

CA disse...

Lutz

Obrigado. Vou andar por aí, sim. Um abraço.

MC disse...

CA, também tenho pena que deixe de escrever aqui. Espero encontrá-lo, aqui nos comentários, ou noutro sítio qualquer. Ficarei atenta
M. Conceicao

CA disse...

M. Conceição

Obrigado. E parabéns pelo novo Jardim de Luz.

MaDi disse...

Eu tenho saudades do ca, do lino, do on e do omwo.
Então quando é que voltamos às discussões?

sofia disse...

E de mim, Madi?! :p

on disse...

Olá Sofia!
Madi, já respondi no post abaixo. Levou tempo, mas paguei o atraso com juros...

on disse...

A culpa do atraso é do CA.

on disse...

Passámos duas horas a meter as conversas em dia. Com o blogue já não sobrava tempo para falarmos doutras coisas.

sofia disse...

Grande amigo, ON... "A culpa é do CA."! Que lata! :)

Anónimo disse...

NA QUESTÃO DE CARCAVELOS NÃO SERÁ MELHOR ALGUNS INTERVENIENTES NESTE BLOGUE FAZEREM UMA AUTOCRÍTICA COMO O GOVERNO? ( O CA NÃO PRECISA DE FAZER UMA AUTOCRíTICA).



DOS JORNAIS DE ONTEM:

PSP diz que não existiu arrastão em Carcavelos

Relatório divulgado ontem conclui que jovens iam a fugir da intervenção policial
Tese da onda de assaltos perpetrada por "indivíduos negros" oficialmente desmentida

Não houve arrastão. A conclusão é da PSP que, num relatório final sobre os acontecimentos do dia 10 de Junho, na praia de Carcavelos, Cascais, admite que os jovens que apareciam nas imagens estavam, na realidade, a fugir dos agentes de autoridade e não a provocar uma onda de assaltos, conforme foi divulgado na altura.

Confirma-se, assim, a tese defendida por diversos sectores, designadamente o Bloco de Esquerda e a jornalista Diana Andringa, de que houve uma distorção dos factos, com a consequente manipulação da opinião pública. O comandante da PSP de Lisboa já admitira ter sido "pressionado" a falar em cerca de 400 jovens, mas só agora é que a Direcção Nacional da Polícia de Segurança Pública e o Governo assumem que o arrastão não passou de uma ficção.

"Verifica-se que as primeiras informações fornecidas que davam conta de um enorme arrastão a ocorrer na praia de Carcavelos não se confirmaram", refere o relatório que a PSP entregou, no passado dia 12, ao ministro da Administração Interna (MAI) e que foi apresentando, ontem, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias pelo secretário de Estado adjunto do ministro da Administração Interna. "A inexistência de denúncias de furtos ou roubos na praia não sustenta a tese do arrastão", conclui o documento que descarta também a possibilidade de se tratar de um grupo organizado. "Não estamos em crer que se tenha tratado de uma acção generalizada previamente concertada."

O "efeito visual do arrastão" - patente nas imagens divulgadas pela Comunicação Social - é explicado pela PSP com a existência de "diversos indivíduos" a "correr desenfreadamente " com receio da iminente "intervenção policial", desmentindo, dessa forma, as informações que os jovens estavam a encetar uma onda de assaltos aos banhistas.

O documento refere, contudo, que a 10 de Junho, na praia de Carcavelos, se assistiu a "inúmeras incivilidades generalizadas" e "alguns furtos e roubos", o que terá causado "um ambiente de pouca tranquilidade provocado por alguns distúrbios entre indivíduos de origem africana e outros de nacionalidade brasileira e ainda com indivíduos de Leste".

Inicialmente, a PSP de Lisboa divulgou a ocorrência de "uma onda de criminalidade", levada a cabo por "cerca de 500 indivíduos negros", recorrendo ao método "conhecido como arrastão".

* Lusa

**********************

Governo sublinha autocrítica

O secretário de Estado da Administração Interna, José Magalhães, sublinhou a importância de este documento ter sido desclassificado e disponibilizado ao público. "A avaliação rigorosa, sem medo, de conhecer a diferença entre a reacção a quente e a avaliação à distância é terapêutica e saudável", considerou José Magalhães, sublinhando que "não há hoje ninguém apegado ao juízo analítico produzido a 10 de Junho, ninguém". Para o secretário de Estado, a desclassificação do relatório da PSP foi uma prova da "capacidade de autocrítica" do executivo.

"Retiramos lições da forma como o processo aconteceu, lições operacionais e de gestão da própria informação", reconheceu José Magalhães, que, no entanto, se recusou a avaliar o tratamento mediático deste assunto. O governante compareceu na Comissão de Assuntos Constitucionais em resposta a um requerimento do PCP.

MaDi disse...

De ti, não, Sofia! Falas mais neste blog do que eles. LOL

on disse...

Caro Anónimo:

acredita sempre no governo e na polícia, ou é só quando lhe dá jeito?

sofia disse...

O anónimo, desconfio eu, só acredita nele prórpio...
Mas afinal, a praia de Carcavelos existe mesmo??

sofia disse...

Ok, Madi.

MC disse...

CA, Obrigada.

On e Madi, já deixei os respectivos recadinhos, lá no jardim.

E não batam muito nos anónimos, porque isso é perigoso. Imaginem: pode ser a nossa tia, a nossa sogra, a nossa vizinha de baixo, sei lá, gente que nasceu para nos torrar a paciência.

on disse...

Cara MC, perguntar não ofende!

Anónimo disse...

Uma fonte não fidedigna, moradora numa subcave situada na esquina da Rua das Tretas com a o Beco dos Boatos, assegurou ao nosso repórter que os assaltantes de Carcavelos e de Braga fizeram os assaltos porque leram o Prozacland!
Aí se lê que uma pessoa não deve (nem pode) acreditar no Governo, nem na Polícia, nem na Diana Andringa (suspeita por ser quem é), nem na Constituição da República, nem na Declaração Universal dos Direitos Humanos. Nada! Não há leis! É o Far West!
Logo, toca a assaltar, porque vale tudo!

Anónimo disse...

Caro homónimo:
Já começou a assaltar?

Anónimo disse...

Claro!
A assaltar e a ser assaltado.
Já comprei um rifle e um cavalo.

MaDi disse...

LOL.

Voltando ao assunto do post.

Onde é o teu Health Club? E que Yoga há lá?

sofia disse...

... e de caminho, morada e numero de telefone, sff...

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! video editing schools