quarta-feira, maio 17

Contra Factos

Frank Rijkaard entrou para a história do Barcelona ao ganhar hoje a liga dos campeões contra o Arsenal. Se lhe juntarmos os três campeonatos de Espanha que ganhou em três anos, Rijkaard pode agora pedir meças a Johan Cruyff no imaginário blaugrana. Alguém interessado em criar uma grande equipa de futebol, tomaria a decisão acertada ao convidar Rijkaard para treinador? Quando se tem de tomar decisões é crucial saber distinguir o essencial do aleatório.
Olhemos para Lazlo Boloni, o homem que treinou o Sporting da ultima vez que este clube foi campeão. Vários comentadores tentaram descobrir quais as suas qualidades que se revelaram decisivas. Eu apenas encontrei a sorte. No ano seguinte Jardel foi-se embora e foi o que se viu. Boloni comparou-se ao dono de um restaurante que perdeu o seu cozinheiro fora de série. Não tinha culpa de ter perdido o cozinheiro. Também não tinha tido nenhum mérito nos pratos que o cozinheiro preparava e que deram a fama ao restaurante, esqueceu-se ele de acrescentar.
Rijkaard é também o homem de sorte no lugar certo. Mais nada. Não o queria nem a treinar os juniores. Veremos o que acontece quando mudar de clube ou quando a conjuntura actual do Barcelona se modificar.
Um dos grandes atractivos do futebol é ser um modelo em miniatura do mundo em que vivemos. Um modelo onde o tempo corre mais depressa e podemos testar a nossa capacidade de analisar uma situação. É pena que tão pouca gente o aproveite para este fim.

7 comentários:

Federico disse...

Woooow....

:-/

MaDi disse...

Por acaso achei extraordinário este último comentário.
Uma das coisas que se vê no futebol quando se tratam de selecções é que elas funcionam exactamente como os seus países funcionam.

on disse...

O João Pinto e Castro não concorda contigo.

on disse...

Mas a posição dele é discutivel:)

jonas disse...

Dois campeonatos espanhois, dois...

Anónimo disse...

This is very interesting site... » »

Anónimo disse...

Keep up the good work here