sábado, março 19

Anjos e demónios

Este livro foi o primeiro ensaio da receita que deu origem ao Código da Vinci. É difícil resistir a ajudar o Cardeal Bertone na sua tarefa de tornar Dan Brown ainda mais rico do que ele já é. As personagens centrais dos livros de Dan Brown são instituições e não pessoas. No Código da Vinci tudo gira em volta da Opus Dei e de uma sociedade secreta. Neste livro os principais intervenientes são o Vaticano e o CERN. O CERN é o centro de física que alberga o maior acelerador de partículas do mundo, com mais de vinte quilómetros de diâmetro.
Ao longo do livro vamos conhecendo em detalhe as duas instituições e cabe-nos descobrir qual das duas é a vilã. A minúcia com que as instituições são descritas contribui de forma essencial para dar credibilidade ao enredo. Antes de nos mostrar que a nota de um dólar está cheia de símbolos maçónicos no Código, Brown chama a atenção nos Anjos para o facto de o logótipo do CERN conter o símbolo da besta: 666. A grande inovação de Dan Brown na técnica de construir thrillers foi a introdução de mitos. O enredo do Código gira em volta do mito do Graal. O enredo de A&D resuscita uma sociedade secreta, os Illuminati, que é suposta lutar desde a renascença contra a igreja católica. Compre o livro como se compra uma embalagem de aspirinas. Fica lá em casa para quando for preciso. É um dos poucos medicamentos que já se vendem nos supermercados. Se pensa visitar Roma, então compre mesmo o livro. Revisitar os monumentos apresentados e discutidos em detalhe no livro é um atractivo suplementar para a sua viagem.

2 comentários:

Mestrinho disse...

Boa, já li o código mesmo quando saiu no mercado portugues.. Isso até por que tinha recebido uma recomendação... Gostei mto do livro mesmo pelos motivos que mencionas, até cheguei a publicar um artigo relacionado com o livro http://blogalize.multiply.com/journal/item/14
Só não entendi essa do Cern.. mas é melhor ler o livro antes.. Terá haver com numerologia ?

on disse...

Penso que sim. O número 666 está desde sempre associado ao diabo. O CERN é das poucas instituições científicas relevantes que tem tomdao fortes posições contra o Vaticano. Quem terá colocado lá o número do diabo?