quarta-feira, fevereiro 15

Palmas para o Zé!

Não me interessa quais foram as razões que levaram Barroso a defender de forma clara, como lhe competia, a liberdade de expressão. A verdade é que outros não o fizeram. Fica registado o facto.

9 comentários:

on disse...

É só para eu não me esquecer.

/me disse...

Afinal, até as criaturas mais abjectas conseguem acertar de vez em quando.
Neste caso, muuuuiito de vez em quando.

MC disse...

Mas afinal o que disse o Zé?

on disse...

O Zé disse que a liberdade de expressão é um valor fundamental que nãos e discute ou coisa que o valha. Devia ser uma trivialidade. Se compara-mos com o discurso do Freitas...

on disse...

/me,
concordo contigo, mas:

Acho que quando um tipo acerta, acerta e pronto. Não há mas...
Quando falhar, casco nele de muito boa vontade. Como já fiz noutras ocasiôes...

Anónimo disse...

e depois há aqueles ministros italianos...

Hugo

Dad disse...

Noblesse oblige...
Mas disse as palavras certas, sim senhor.

Anónimo disse...

best regards, nice info »

Anónimo disse...

Excellent, love it! film editing classes