quarta-feira, abril 20

Silêncio! Vamos escutar o nosso corpo.


Este post é uma tradução livre de parte do capítulo 1 do livro The Master Moves, de Moshe Feldenkrais.
Disseram-me que o meu trabalho tinha muito em comum com os métodos de Heinrich Jacobi, um famoso professor de piano. Enviei-lhe a cópia de um livro meu e combinámos um encontro em sua casa.
Está a ver o meu piano Bechstein? Não quer tocar qualquer coisa?
Expliquei-lhe que não tinha tido nenhuma educação musical.
Claro que não sabe tocar piano. Foi por isso mesmo que o convidei a tocar. Não sabe cantarolar uma canção? então experimente tocá-la...
Consegui com grande dificuldade cantarolar uma canção. Por respeito para com o meu anfitrião martelei o piano durante uma meia hora, sem conseguir descobrir por onde começar. De tempos a tempos dava-me algumas sugestões mas tal só contribuía para aumentar a minha frustração. Este piano custou-me bom dinheiro. Porque está a maltratá-lo dessa forma? Escreveu no seu livro que segundo a lei de Webner-Fechner as respostas do nosso corpo aos estímulos exteriores seguem uma lei logarítmica. Martelando as teclas do piano nunca conseguirá distinguir um sol de um fa.
Por inacreditável que pareça, depois de três minutos a tocar as teclas da forma mais suave possível consegui distinguir as notas e reconstruir a canção. Alguns minutos depois conseguia tocar a melodia de uma forma reconhecível. Jacobi tinha gravado a minha actuação e ouvi em seguida aquilo que tinha tocado. Foi espantoso ver como do caos saiu a ordem. Em seguida passou de forma mais acelarada a fase de aprendizagem e fiquei espantado com a qualidade da música que ouvi, bastante melhor do que aquilo que conseguia tocar depois de ter aprendido a música. Jacobi explicou-me que estando eu a descobrir naquele momento aquela música, dificilmente alguém poderia tocá-la melhor.
Quando se toca uma música ou se escreve um romance o importante não é aquilo que fazemos mas como o fazemos. São pequenas diferenças que distinguem uma interpretação genial de uma peça musical da interpretação de um bom aluno do conservatório. Para produzir uma obra prima temos de poder escolher livremente entre várias formas de fazer algo. Para as distinguir temos de desenvolver a nossa sensibilidade. A nossa sensibilidade está dependente de uma forma ou de outra da lei de Webner-Fechner. Ensinar/aprender tem tudo a ver com tornar disponíveis/assimilar várias formas de fazer uma coisa.
A qualidade da forma como nos movemos tem tudo a ver com a quantidade e a qualidade de opções ao nosso dispor. Para sentir o movimento do nosso corpo temos de nos colocar em situações novas onde o esforço necessário ao movimento seja mínimo. A maior parte dos movimentos do método Feldenkrais são executados deitados e requerem um esforço mínimo. Só assim podemos descobrir novas formas de fazer os movimentos de todos os dias, infinitesimalmente diferentes das habituais mas bastante mais eficientes. Essas pequenas diferenças evitam a acumulação de tensões nocivas que se traduzem em cansaço, lesões, artroses, sindromas carpais etc. Essas diferenças podem também eliminar os problemas de uma hérnia discal ou permitir executar aquele asana de yoga que nos fugia há vários anos.
Foto: Peter Hegre

11 comentários:

wind disse...

Bom post:)

raiva disse...

Ficas bem de perfil...

sofia disse...

ON pede, Sofia dá! :) (Essa coisa do tirar a limpo... também posso? Se, entretanto, o bento me trouxer de volta, claro...) :)

on disse...

Oh Sofia, a minha ideia de tirar as coisas a limpo passava só por arregaçar as mangas.

sofia disse...

Apetece-me bater em alguém, por acaso... :)

on disse...

Espero que não seja no of.

sofia disse...

Eu só sou agressiva em stand by...

Calvin disse...

Sofia, mas os teus comentários só se baseiam na distribuição de porrada? :oP Já pensaste em escrever utilizando o método Feldenkrais?

sofia disse...

... EU T-R-A-B-A-L-H-O! Sei lá que método é esse! :)

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! Southern california personal injury lawyer Jeffrey forrester south shields solicitors

Anónimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! film editing classes