sexta-feira, setembro 23

Armas biológicas

Em Tristes Trópicos o antropólogo Claude Levy Strauss convida-nos para um passeio pelo Brasil. Fala-nos da maravilhosa Baía e infiltra-se pelo sertão, partilhando connosco o seu conhecimento dos indígenas da Amazónia. Conforme nos vamos embrenhando na floresta amazónica encontramos povos que vivem de forma cada vez mais simples. Por fim encontramos um povo que vive praticamente nu, em plena comunhão com a selva, utilizando apenas a tecnologia mais simples possível para garantir a sua sobrevivência. Penso que se trata dos Tupi mas posso estar enganado, não ponho os olhos no livro há muitos anos.

Parece que finalmente encontrámos Adão e Eva. Não se pode imaginar que algum povo possa estar tão próximo do Princípio. E no entanto estamos completamente errados. Escavações arqueológicas mostraram que nesta zona vivia um povo que se dedicava à agricultura e produzia delicadas peças de cerâmica. Algures entre 1500 e 1550 algo de terrível aconteceu a este povo. De um dia para o outro morreu mais de metade da população, daí resultando o colapso da sua sociedade. As sua cultura foi esquecida e voltaram ao nomadismo.
Terão sido alvo de um ataque dos nossos compatriotas? Nem pensar: só alguns séculos mais tarde alguns ocidentais começaram a penetrar timidamente a floresta amazónica. A explicação é simples: as doenças infecciosas que que afectavam os marinheiros portugueses que chegaram à costa do Brasil atravessaram a floresta amazónica numa década, dizimando as suas populações. Só sobreviveram as que viviam no nomadismo ou que passaram a adoptar essa vida. O mesmo aconteceu na América do Norte e no Pacífico. Para grande azar destes povos, eles não estavam contamidados por nenhuma doença infecciosa a que fossem parcialmente imunes. Não nos puderam pagar na mesma moeda.
Nalguns casos estas doenças mataram 90% das populações. Mataram sempre dez vezes mais do que o mais aguerrido dos conquistadores conseguiu matar pela guerra. Sem estas armas biológicas teria sido praticamente impossível conquistar os territórios da América. Os conquistadores ocidentais nunca conseguiram em África e na Ásia êxitos comparáveis aos obtidos nas Américas porque estes povos possuíam armas biológicas tão boas ou melhores do que as nossas: a malária, por exemplo.

A que se deve esta desigualdade na detenção de armas biológicas?

21 comentários:

Susana disse...

Os europeus eram uns porcos? :))

C. Indico disse...

Um análise histórica que coloca no meio do raciocínio um acontecimento (?) que é "grande azar", está definitivamente errada.
Desculpe, mas tem de estudar melhor isto.

on disse...

Paciência! Espere pelo próximo post:)

O Setúbal disse...

A desigualdade é devida à selecção natural.
c.indico, de facto trata-se de "azar": é a confluência de dois processos históricos e naturais independentes. Essa é umas das definições possíveis de "azar", mesmo que tenham existido actos deliberados de contaminação, como o abandono de roupas contaminadas por varíola nas trihas frequentadas por índios, até,pelo menos, ao séc. XX.

MC disse...

"armas biológicas" Só tu, on.
Mas olha que eles andam a devolvê-las. Chegou uma ontem, não foi?

C. Indico disse...

As armas biológicas são milenares.
Nos cercos a castelos em vez de mandarem calhaus atiravam tipos que agonizavam com uma peste.
Falando em maldades, há séculos que ninguém inventa nada.
Normalmente a vitima aprende e torna-se vitimizador.
Essa tendência de brancos bons e indio maus é um erro fatal na análise do que aconteceu, e racista.
Porque os indios também escravizavam e massacravam indios.As sociedades africanas, antes dos europeus chegarem, eram esclavagistas.
O pecado está em os Europeus comprarem escravos aos esclavagistas para os venderem na América?
A civilização Maya acabou subitamente porquê?

C. Indico disse...

Ora porra, mais uma correção:
"....brancos maus e indios bons...".
É o que dá comentar na hora do patrão....

MC disse...

C. Indico, tens razão.
Mas eu, nos primeiros rudimentos de história que aprendi, "os brancos eram os bons e os índios os maus." Tal e qual.
O Neru e o Ghandi, nem se fala...

C. Indico disse...

O que eu, sinceramente, quero dizer é que não há povos maus nem bons, nem raças....,nem géneros.....,etc.

mc:sei pouco sobre estas 2 personagens, mas decidamente Ghandi criou um novo tipo de revolta. Neru,baseado no pouco que sei,mas julgo suficiente, foi um oportunista da pior espécie.
Só de pensar que chegou a ponderar uma aliança com os Nazis para expulsar os Ingleses da India.....

C. Indico disse...

Já agora: eu devo ter tido muita sorte.
Nos livros aos quadradinhos os indios eram os maus, mas na Escola nunca me ensinaram nada disso.
Na minha adolescência os únicos maus eram os "comunistas", e não eram todos os fessores/as que o diziam.
Tive muita sorte.

MC disse...

Ahahah, não te esqueças que eu sou menina. Não lia livros aos quadradinhos de índios e cowboys.
Quanto aos comunistas, nunca ouvi falar. Só quando eles começaram a aparecer em carne e osso, nas "sessões de esclarecimento."
Tive pouca sorte. É verdade isso do Neru? Eu pensava que ele era um herói da independência da India.

O Setúbal disse...

A tua descrição parece aplicar-se aos Nambikwara, que os Paressi designam como "uarkoakoré",ou seja, "aqueles que dormem mesmo no chão". Habitam o oeste do Mato Grosso e Rondônia. Não pertencem aos Tupi-Guarani. Quanto a Adão, o seu túmulo está no Ceilão, numa montanha muito alta só praticável com a ajuda de correntes de ferro. Eva não sei.

on disse...

Tens razão, acho que são os Nambikwara.

on disse...

MC,
morreram dez índios infectados pela varíola por cada um que foi atingido por uma bala. Lá por não ter sido intencional, não deixa de ter sido a arma mais poderosa dos conquistadores.
No mesmo sentido em que ter mais coragem ou mais resistência pode ser uma arma que nos ajuda a ganhar uma guerra.

Como diz o Setúbal, a varíola também acabou por ser usada intencionalmente.

on disse...

MC, essa da devolução nãp percebi:)
O que é que aconteceu ontem?

MC disse...

Então não voltou a santinha de Felgueiras?

on disse...

Ando mal informado:)

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on!
» » »

Anónimo disse...

Excellent, love it! » »

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! »

Anónimo disse...

What a great site film editing schools