quinta-feira, junho 3

Alguém tem dúvidas de que a história é escrita pelos vencedores?

O OMWO chamou-me a atenção para o último livro de Pat Buchanan, que põe em causa as nossas certezas acerca da duas grandes guerras da primeira metade do século XX. O Churchill não fica lá muito bem visto. Vale a pena ler o artigo da Wikipedia sobre o livro.
Abandonei as longas metragens. Isto agora é mais telenovelas.

6 comentários:

on disse...

A versão do Buchanan é parcial, mas não é claro que não tenha razão em meia dúzia de pontos.

on disse...

Espero que o Diogo se dê ao trabalho de separar o trigo do joio.

Anónimo disse...

O buchanan tem na minha opiniao toda a razao no que toca à Primeira grande guerra. Infelizmente, exagera um pouco no que toca à segunda, o que infelizmente descredibiliza o que escreveu na primeira parte.

A alemanha foi muito mal tratada antes e depois da Primeira grande guerra, o que facilitou a chegada ao poder de um louco manipulador. Isto apenas após: ser cercada por exercitos hostis injustificadamente, sofrer uma horrivel guerra, sofrer um tratado humilhante e sem precedentes, sofrer uma hiperinflaçao devastadora, devido às reparaçoes inpostas e por ultimo, levar com a grande depressao na tromba... será que nós também nao perderiamos a paciencia?

John Doe

on disse...

O Buchanan apresenta algumas informações menos conhecidas:

Parece que os sérvios aceitaram 9 das dez humilhantes condições que a Astro Hungria apresentou para não haver guerra e disseram que iam mudar a constituição para poder aceitar a decima. O embaixador astro-hungaro achou que era pouco.

Parece que o Kaiser tentou evitar a guerra, ao contrário do que se diz.

Já tinha ouvido falar nisto?

Parece que há uma versão audio do livro do Buchanan...

on disse...

PS: Se o Nadal ganhar Rolando Garros o Federer fica a uma semana do record de semanas consecutivas no topo do ranking ATP do Sampras.

Este ano já não vai lá...

Diogo disse...

Por trás de Churchill, forças bem mais poderosas se levantaram, projectaram e fizeram despoletar as duas guerras.