segunda-feira, maio 24

Especial, porquê? (2)

Os Albuquerques que dominaram a Índia não eram mais homens do que aqueles que capitularam perante o Ultimato Britânico. Uma tecnologia superior decidiu ambas as situações. São os métodos de treino do Mourinho que marcam a diferença. Quem explica a um jogador o que fazer na situação X não pode competir com quem sabe ajudar o corpo desse jogador a descobrir como resolver a situação X.

10 comentários:

Diogo disse...

Bom, a tecnologia e o conhecimento têm vantagem. E depois?

Anónimo disse...

E depois...o quê?

omwo

on disse...

E depois quando há um confronto a maior parte das pessoas não sabem identificar as causas da superioridade de uma das partes.

Uma das razões porque o desporto é interessante é por ser um modelo simplificado da realidade, que me permite fazer previsões e experimentar as minhas concepções sobre a dita cuja realidade.

Não vou ter grandes hipóteses de verificar se as minhas previsões sobre os resultados do papado do Ratzinger estão ou não correctas a tempo de poder corrigir a minha concepção do mundo.

Posso prever se o Real Madrid vai ou não ter sucesso na próxima temporada e ver se acertei ou falhei. Se errar, posso tentar perceber porquê.

Acredito que alguma coisa do que aprendo acerca desde modelos simplificados me pode ajudar a lidar melhor com os problemas mais sérios da minha vida e da sociedade que me rodeia.

Posso estar enganado...

Sofia disse...

...
Está mais que visto que o Mundo é dos Albuquerques e dos Mourinhos.

O que resta, no Universo, facilmente será tomado pelos Mourinho de Albuquerque.

Anónimo disse...

Claro, os teus primos.

Sofia disse...

Os Basílio. Confere.

Diogo disse...

«Bom, a tecnologia e o conhecimento têm vantagem. E depois?»


Quando se lida com seres humanos (um grupo, ainda por cima), há muitas variáveis em jogo: carisma, feeling, killer instinct, o incentivo no momento certo, etc.

Duvido que Mourinho conheça todas as razões do seu sucesso.

Anónimo disse...

Se o Mourinho não conhece quase todas as razões do seu sucesso, não sabe como repeti-lo. É pouco provavel que continue a ganhar sistematicamente.
Já podia ter escrito isto há dois anos. E a verdade é que ele continuou...

on

Anónimo disse...

O Mourinho afirmou:

"Portugal não vai lá nem com o Cristiano Ronaldo a mil à hora."

Muitos comentadores confundiram, ou quiseram confundir, esta frase com muitas que se dizem impensadamente pelos cafés.

Mourinho só disse o que disse porque quer minimizar os resultados negativos de um mau mundial sobre a moral do CR. Ele sabia exactamente o que estava a fazer...

on

remediado disse...

Dona Sofia,
ser prima de um Basílio é, no mínimo, de evitar!